É tempo de Halloween!


Halloween é meu feriado favorito e todo ano não posso deixar de fazer um post sobre o tema. Eu adoro a decoração,cores, fantasias, doces, etc! Durante essa época do ano o comércio e escritórios ficam decorados. Essa semana fui ao Dentista e o escritório estava uma gracinha, com direito a escova de dente de Halloween de brinde e tudo!

Veja aqui o post do ano passado com a festinha de Halloween que fiz. 

Resolvi separar algumas fotos que tirei do Marché Atwater e da minha casa para vocês entrarem no clima. Happy Halloween!













Curiosidades no Canada: Bombeiros







Leia sobre a greve:



Noticias sobre a greve:

Sobre a reforma - http://www.cbc.ca/news/canada/montreal/quebec-aims-to-reform-pension-plans-of-municipal-workers-1.2674180

Sobre o deficit - http://www.cbc.ca/news/canada/montreal/quebec-private-pension-plans-face-40-billion-deficit-1.1402303

Entenda mais - http://www.lactualite.com/societe/pompiers-25-ans-de-travail-pour-35-ans-de-retraite/

Protesto - http://news.nationalpost.com/2014/08/19/dozens-of-montreal-firefighters-storm-city-hall-throw-water-at-city-councillors-to-protest-pension-reforms/

Aposentadoria em massa - http://www.cbc.ca/news/canada/montreal/montreal-firefighters-retire-en-masse-to-protect-pensions-1.2674880

Chefe do sindicato suspenso - http://www.lapresse.ca/actualites/montreal/201410/14/01-4808932-le-chef-syndical-des-pompiers-du-sim-ronald-martin-suspendu-6-mois.php

Vídeo de protesto: https://www.youtube.com/watch?v=XgACgMqJKFM

Momento Gourmet: Picolé de Amendoim com Coco vegano


Receita muto rápida, prática e deliciosa para ter na geladeira. Uma deliciosa forma de recepcionar as visitas!





Quantidade: rende aproximadamente 9 picolés

Ingredientes:

400 ml (2 xícaras - cups) de leite de coco cremoso - não use leite de coco light e assista o video para entender a textura
1/2 xícara (cup) de leite de vegetal
¾ de xícara (cup) de manteiga de amendoim crocante ou cremosa
6 colheres de sopa (tbsp) de xarope de bordo, agave ou melaço de cana
Calda de chocolate (veja minha receita) ou chocolate amargo derretido com um pouco de leite vegetal (para ficar menos espesso)


Modo de preparo:

Misture o leite de coco com o leite vegetal até ficar bem incorporado. Coloque a manteiga de amendoim e o xarope de bordo. Misture muito bem até ficar homogêneo.

Agora é hora de colocar na forma. Coloque o creme até metade da forma, depois coloque a calda de chocolate. Não coloque muita calda para que o picolé não parta ao meio na hora de desenformar. Complete a forma com o creme e leve ao congelador.


Pulo-do-gato: 

1) Faça a mistura em uma jarra medidora, pois no final ficará mais pratico de colocar o picolé na forma;

2) Use pauzinho de madeira ao invés do suporte de plástico e cubra com plastico filme. Assim que congelar, você pode desenformar, envolver com papel manteiga e deixar no freezer;

3) Coloque a forma com o picolé debaixo d'água por cerca de 30 segundos para facilitar a retirada;

4) Você também pode mergulhar o picolé no chocolate amargo e fazer uma deliciosa casquinha de chocolate. Para isso, espere o picolé congelar, derreta o chocolate com um pouco de óleo de coco, mergulhe o picolé e deixe acomodar em cima do papel manteiga. Depois, enrole no papel manteiga e congele novamente.

Ebola e repercussão no Canadá e Brasil


Eu tenho comentado que a Ebola tem sido uma grande preocupação por aqui. Por isso, resolvi fazer um apanhado do que está acontecendo com links para vocês ficarem por dentro das noticias e procedimentos do Canada e ao mesmo tempo praticarem o inglês e o francês.

Já tem quase um mês que só ouço falar em Ebola quando assisto o jornal. Eles fizeram reportagens com quem estava na Africa e voltou e também estavam falando dos médicos que morreram na África. Depois disso, todo o debate começou a girar em torno do que o presidente Barack Obama pretendia fazer.

A preocupação aumentou consideravelmente desde que primeiro infectado foi identificado nos EUA. Infelizmente o rapaz morreu nesta quarta-feira (veja reportagem em inglês ou veja reportagem em francês) e já tem um segundo possível infectado (o xerife que investigava o caso). Veja um video aqui em inglês .




Além disso, os aeroportos canadenses estão fazendo triagem para tentar identificar possíveis infectados, veja aqui em inglês e aqui em francês.

Ontem estava conversando com meu marido sobre a repercussão do tema no Brasil e as possíveis precauções que deveriam ser tomadas por conta da grande circulação de pessoas, inclusive vindas da África. Meus parentes e amigos me disseram que não se fala muito da Ebola nos jornais por ai.

Agora a pouco acabei de ler que há suspeita de um primeiro infectado no Brasil. O homem possivelmente teve contato com mais de 170 pessoas (saiba mais). Muito cuidado pessoal. Tentem acompanhar bem o que está acontecendo. Se a doença está se espalhando por aqui, que eles estão preocupados e tomando precauções há mais de um mês, fico imaginando o que pode acontecer aí, onde aparentemente o tema não estava em destaque.

Ilhas de Toronto: Conheça esse paraíso!


As Ilhas de Toronto oferecem uma refrescante fuga do centro da cidade. Esta é uma parada obrigatória no verão! Lá vocês encontrarão atividades para todos os gostos e idades, que garantirão um dia repleto de diversão.





Como chegar até as Ilhas? Para chegar até as ilhas você precisa pegar o ferry boat (confira aqui os horários), que custa 7$ (ida e volta) para um adulto. Crianças e idosos pagam menos e crianças com menos de 2 anos não pagam. Toda estrutura é acessível a cadeirantes.

Uma outra alternativa é fazer o passeio de barco, onde o guia irá mostrar pontos importantes e comentar acerca da historia do local. O custo varia a depender da duração do passeio. Eu escolhi um passeio de 45 minutos que entrava na ilha. O custo foi 15$ (com imposto incluso). No final das contas, acabei decidindo ficar na ilha e voltar de ferry (que é gratuito). Durante o verão costuma-se ter passeios a cada 45 minutos.


Como chegar até o Ferry? A partir da Union Station pegue o streetcar 509 ou 510 na direção sul até a parada Bay e Queens Quay. Você também pode pegar o ônibus 6 na esquina da Front e Bay na direção sul  até a parada Bay e Queens Quay. Atenção, eles tem ferry para as 3 ilhas, escolha o destino corretamente (eu começaria pela Central Island).





Como explorar as ilhas? Os melhores métodos são a pé ou de bike! Bicicletas estarão disponíveis para aluguel (minimo de uma hora) na "Central Island" e podem ser individuais ou até carrinhos para 4 pessoas. É importante levar algum documento de identificação, como o passaporte, para poder fazer a locação. Os preços variam de 8$ a 30$ e você paga o aluguel + a caução (que será devolvida mediante a entrega da bike). Saiba mais!


As Ilhas

Ward’s Island

Fica localizada na parte leste e você encontrará a Ward’s Island Beach (umas das melhores praias da cidade) e o Queen City Yacht Club, que eu menciono no inicio do video como local frequentado pela Rainha Elizabeth II.

Central Island 

Parte na qual filmei o video. É aqui que você encontrá o aluguel de bicicleta. O local é simplesmente paradisíaco! Nesta ilha também existe um parque infantil (o Centreville Amusement Park), que mostrarei no segundo e último video da série e a Far Enough Farm, que é uma fazendinha.

Outra atração é o Franklin Childrens Garden, que é um jardim interativo para crianças e famílias.  O Jardim do Franklin Children é inspirado em Franklin a Tartaruga, a célebre série de livros escritos por Paulette Bourgeois. O jardim é dividido em seis seções, onde as crianças podem desfrutar de jardinagem, momento de contar histórias e visitas.

Hanlan’s Point

Nesta ilha fica a praia de roupa opcional. Além disso, tem o  Gibraltar Point Lighthouse. Esse Farol é o marco mais antigo de Toronto. Por mais de 150 anos o seu feixe de luz tem dado boas-vindas para os marinheiros que chegam ao Porto de Toronto. 

Para quem gosta de um mistério, dizem que o farol é mal-assombrado! Como a maioria dos edifícios históricos, o farol teve seus dias de tragédia, dando origem a contos macabros. Em 2 de janeiro de 1815 o faroleiro, Radan Muller, morreu em circunstâncias que deixaram duas perguntas para sempre sem resposta: como ele morreu e quem o matou?


O que fazer nas Ilhas?



Além de todas as atrações acima mencionadas eu destaco:

1) Tirar lindas fotos da cidade enquanto sai de Toronto em direção as Ilhas;

2) Relaxar com a bela vista do Lago Ontário;

3) Fazer um pique-nique;

4) Ver os aviões do Bill Bishop sobrevoando as ilhas (esse aeroporto só oferece voos domésticos entre Canada e EUA);

5) Participar dos festivais que acontecem nas Ilhas, como o The Dragon Boat Race e o Festival da Índia;

6) Tomar "banho de lago" (para quem gostar... que nesse caso eu não entro na lista).




Ressalto que as ilhas tem banheiros e estrutura de primeiros socorros (inclusive eu vi uma ambulância passando).